Bicha sofre

Hoje comprei um novo membro da familia, melhor … uma…

Sim, comprei. isto hoje em dia as coisas são muito evoluidas, já se compram novos membros da familia.

Nas primeiras horas da nova aquisição deu logo para perceber que tinha sido uma boa aquisição que se irá tornar duradoura e até já foi abençoada por uma parte esquisita para estas ocasiões da sua nova dona.

Então vamos lá á história.
Hoje a familia foi passear um pouco para o Rio Sul Shopping. Já quando vinhamos a caminho de casa, passamos por uma loja de animais que por lá havia. Foi então que o inicio de uma situação em cadeia potencialmente mortal tomou lugar.
Depois de passarmos pela montra e vermos um gatinho, decidimos entrar para o admirar melhor. Fomos dar uma voltinha pela loja e ver o resto dos animais coitados que lá estavam presos. No meio de tanta bicharada um hamster hiper activo, com a mania que era faquir (não parava de correr e de tentar roer o vidro para fugir) chamou á atenção.
Todos que nem meninos e meninas da primária dissemos “Eu quero um, eu quero um!”. Por uns miseros €5.00 compramos uma rata (leia-se hamstergirl).
O passo seguinte foi correr pelo continente fora á procura de todos os acessórios necessários á sustentação da vida da própria. Uma gaiola, palha, comida e afins…
Foi aqui que todas as forças do universo se reuniram e fizeram remarmos contra a maré. (bruxaria só pode)
Primeiro á única gaiola existente naquela enorme superficie faltavam peças.
Tivemos que chamar pela a assistencia de uma funcionária que ainda demerou uns bons segundo a aparecer. Depois com a esperança que houvesse mais em stock perguntamos se não teriam mais. Claro que não, que pergunta mais estúpida, num hipermercado tão grande …. duh!

– Não faz mal vamos a outro sítio (disse o meu amor, meu anjinho, meu moranguinho) e compramos aqui a comida.
– ok bora nessa vanesa. (disse eu. faz de conta)

De todas as caixas de comida que lá estavam á venda nenhuma delas se apresentava com as normas minimas da CEE para consumo de ratos…

Sendo 10h e tendo que estar ás 10:30h em almada, sepidámos até ao Almada Forum.

Deixamos a rata no banco do passageiro do carro para uma ida rápida ao Jumbo. Depois de andarmos ás voltas lá conseguimos reunir os bens que procuravamos e dirigimos-nos para o carro.
Com aquela pressa toda para ter tempo de chegar ao encontro combinado em almada, toda a familia entra a correr dentro do carro. Foi então que a situação dramatica tomou lugar …
Do nada a mãe diz :

– Ai! que já matei a rata !!!!
Ao claro que a filha quase mais nova, não é :) respondeu
– BUUUUUAAAAAAAHHHH com muitas lágrimas á mistura.

E o pai muito apavorado pensou , ai que lá vou ter que comer arroz de cabidela e desenbolsar mais €5 para comprar o rato substituto.
Querendo acalmar a semifilha abanei a caixinha de papelão espalmada para ver com este método cientifico se a rata ainda era preporcinoada de vida. E disse á paposeco:

– ahh ainda tá viva.

Durante mais ou menos 10min. o suspense manteve-se até chegar a casa.
Ao chegar fui á casa de banho sozinho para abrir o pacote e ver o ponto de situação.
– Its alive!!!!!

Montei a gaiola e desde então a bicha não parou de correr de um lado para o outro no seu novo condominio.
Sim porque eu tambem não me importava de ter uma casa igual á da bicha mas em maior.
mas isso é noutro post…

Sobre alienmind

Um ser de outro mundo
Esta entrada foi publicada em AlienMind. ligação permanente.

Deixa um comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s